danielcarvalho.org

Por Daniel Carvalho, Diretor da Escola da Trânsito do Piauí

A celebração do Carnaval de 2024 no Estado do Piauí foi marcada por uma conquista significativa: a redução expressiva no número de acidentes nas rodovias, resultado direto do empenho em iniciativas de educação e prevenção no trânsito. Este sucesso reflete o compromisso do estado com a segurança de seus cidadãos e visitantes, enfatizando a importância de uma cultura de direção responsável.

Durante a Operação Carnaval 2024, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) efetuou um trabalho abrangente em todas as rodovias federais do Piauí. Foram registrados 25 acidentes e quatro fatalidades – redução de mais de 40% em relação ao mesmo período de 2023. A operação, que ocorreu desde a madrugada de sexta-feira (9) até às 23h59 de quarta-feira (14), foi parte de uma iniciativa maior conhecida como Operação Rodovida, que começou antes do Natal e continuou até o término das celebrações de Carnaval.

Ao longo desta operação, foram fiscalizados 2.436 veículos e 2.793 pessoas, além da realização de 1.898 testes de alcoolemia, que levaram a 134 autuações. Aqui está o dado relevante e assustador: houve um aumento de 67% em relação ao número de motoristas alcoolizados flagrados no período anterior. 19 pessoas ficaram feridas.

Os dados da Secretaria de Segurança Pública também são alentadores. De acordo com os registros policiais, 7 pessoas foram mortas durante o carnaval. Em 2023, foram 12 vítimas fatais. A redução foi de 41,6% nas mortes — número que engloba ocorrências de homicídio culposo no trânsito, morte no trânsito e acidentes provocados pelas próprias vítimas.

O número de motoristas embriagados aumentou em relação ao ano anterior: passou de 22 em 2023 para 38 conduzidos em 2024.

Tudo isso revela o acerto das políticas do governo do Estado que visam acabar com a epidemia de mortes nas ruas e estradas do Piauí, a unidade da federação que mais avançou nesse quesito.

Se os índices do ano passado tivessem se repetido este ano, mais duas pessoas teriam perdido a vida nas rodovias federais e três outras nas ruas e avenidas dos municípios piauienses. As cinco vidas que teriam se perdido se nada fosse feito servem como motivação para que continuemos, eu e todos os envolvidos na educação e fiscalização do trânsito, a persistir nas campanhas de prevenção.

Ainda não conseguimos eliminar as mortes no trânsito, mas já começamos a colher os frutos do nosso esforço conjunto. Por isto, parabenizo e agradeço a todos os profissionais que estão engajados nessa empreitada — na certeza de que o Piauí e o Brasil saberão reconhecer e respeitar o esforço da nossa população e dos agentes governamentais para estancar a violência no trânsito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress